sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Regimento escolar: uma peça de ficção (para muitos).

Um caso de bullying em escola particular que estamos acompanhando em Governador Valadares (MG) nos remete a recente "post" (http://bullyingestoufora.blogspot.com/2010/10/regimento-interno-escolar-e-bullying.html) colocado aqui no blog que tratou do tema regimento escolar.

A escola tem um regimento interno e ele, em nenhum momento, foi seguido por parte da direção, supervisão e psicóloga durante os supostos atos de bullying. A confusão envolve 05 crianças, sendo que todas são meninas. 


A escola fez diversas reuniões com a família da suposta vítima e das supostas agressoras e nada foi documentado. Nem uma única ata foi feita para se documentar o caso.

Não há também nenhum protocolo específico para receber, analisar, decidir e atuar em caso de reclamações envolvendo bullying. Ou seja, podem ocorrer dois fatos similares com duas soluções totalmente diversas. O prejuízo para as crianças é óbvio.


O regimento escolar existe para ser cumprido por todos. Quando a própria direção da escola o desconsidera a situação fica muito complicada. 

5 comentários:

  1. Professor Oliveira29 de outubro de 2010 10:10

    Temo dizer dizer que não seguem regimento interno nenhum e não respeitam ainda o estatuto da criança e do adolescente.

    ResponderExcluir
  2. As escolas públicas não recebem apoio das secretarias de educação para atenderem isso, só botam atribuições novas para a gente fazer.

    ResponderExcluir
  3. Lorena Natércia de Menezes.30 de outubro de 2010 11:14

    Existe isso? Regimento escolar (sic), se existe não falaram para a minha filha.

    ResponderExcluir
  4. Ninguém respeita regimento interno em lugar nehum. nem as escolas...

    ResponderExcluir
  5. Na minha escola nem o diretor o segue.

    ResponderExcluir